segunda-feira, 26 de outubro de 2009

soneto "Queria Saber"


Queria saber se me amas,
Saber se meu amor
É correspondido,
Com os mesmos aromas.

O odor do amor,
Em meu corpo está impreguinado,
Fazendo reações,
Que quero te mostrar.

Mas por que não te mostro?
Será que é por vergonha,
De não mostrares resposta?!

Bom...isso o tempo dirá,
Se meu amor
Realmente se concretizará.

Danillo Salviano

4 comentários:

Taiane M. disse...

Muito lindo o poemaa *-*
adorei

beeijos

Pedro Henrique Prado disse...

Heeeey.......
Adorei esse seu poema.....
As vezes não sabemos se a pessoa que amamos também sente o mesmo ai ficamos com a duvida!!
Gostei mesmo!!

Depois volto aqui com mais tempo!!
=)

henrique disse...

Calote nada mano eu mandei um comentario pra você deve !
Deve Ter dado Erro;(

Num do calote nao mano
do messmo geito que eu comento no seu bog espero que outras pessoas comente no meu !

Blz até mais

Vinícius disse...

Essa parada de amor é um troço muito foda, né? Já tive alguns na minha vida...

Abraços e sucesso!