segunda-feira, 3 de agosto de 2009

soneto "Me perdoa amigo"


Amor quando entrares,
Fala para meu amigo,
Que eu não vou ficar,
Para falar.

Não quero machucar,
Com palavras bruscas.
Tudo que posso tentar,
É pedir para meu amor falar.

Ela vai te soar palavras,
De coisas bonitas,
Que eu não sei declamar.

Espero que me perdoe,
Pela minha corvadia,
Mas fiz por não saber falar.


Danillo Salviano

3 comentários:

Iиgяΐđΐzΐинαα disse...

q liindo !
tá perdoado viu amigo ?
aushauhauhau'
beiijos'

Silvania disse...

Lindooooo
Oia..que menino mais fofo
*-*
BjO*

Felipe disse...

massa danillo